Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Drama Queen

Quando uma pessoa nasce dramática não como mudar

25
Out19

Desafio de Escrita dos Pássaros #7 Semana

Drama Queen

69795971_385701612091871_5764823869126868992_n.jpg

 

Numa loja de comercio tradicional qualquer estava eu trabalhar que nem um moura. Encontro a Constança.

- Olá Constança precisas de ajuda? - Pergunto achando que a criatura estava um pouco perdida.

- Preciso de uma máscara capilar! Não sei bem o que comprar. Estás ver tenho o cabelo oleoso mas pontas secas. - O eterno problema das mulheres...

- Tenho a solução! Tu precisas mesmo deste produto, quando experimentares não queres outra coisa.

- Lá estás tu! És pior do que os lelos da feira.

- O produto que vou te apresentar traz benefícios reais num só produto, para todos os tipos de cabelo. Cuida, trata, protege, controla e não só. Repara os fios ressecados e danificados, uma vez que possui agentes hidratantes e de condicionamento que melhoram a textura e a sua maleabilidade. - As formações em vendas estavam a resultar é pena que no salário era o que era.

- Tudo isso? -  Estava incrédula um produto assim.

- Compota de Abóbora tem agentes que atuam na fibra do cabelo com acções desintoxicar e balanceamento do couro cabeludo, formulado para uso frequente com baixa potência para respeitar a barreira lipídica. Extractos da Abóbora com acção purificante e fortalecedora, normalizam o sebo, especialmente o cabelo que tende a ser oleoso.

- Assim sendo vou levar um. – Diz ela convencida

- Só um para testar é bom, mas isto é novo vai esgotar logo. – Digo eu apelar pelo instinto de sobrevivência.

- Vou levar 3 um para mim, outro para minha mãe e outro para comer. – Foi assim que convenci a Constança a comprar o que não precisava.

22
Out19

Sobre o desafio dos Pássaros

Drama Queen

Este desafio já vai na 7.ª semana na minha cabeça só falta 10.ª semana é só mais 10.ª semanas nem sequer vamos a meio!!!

Quando resignei que ia participar neste desafio sinceramente pensei que a minha imaginação fosse mais fértil, lamentavelmente não é, logo tinha a expectativa que fosse um desafio muito fácil de cumprir mas estou encontrar algumas dificuldades neste despique de escrita. Não sei se era pela liberdade de escrita que tinha nos conteúdos do blog, porque os desafios que participava eram de resposta curta sem que ter fundamentar muito ou porque era algo que a resposta é sim gosto ou é não gosto.  

A verdade quando sai um tema eu fico olhar para o email pergunto-me como vou descascar este abacaxi!!! Depois vem o bloqueio mental, ando as voltas com tema escrevo no caderno (onde escrevo ideias, os temas que quero desenvolver) onde escrevo ideias mesmo coisas de trabalho são ideias soltas!!! Depois lá consigo dar volta encontrar uma história, também tenho de agradecer as pessoas as minha volta que contam as histórias delas (crianças/pais/famílias/idosos) ou peço para contar histórias é o momento que elas tem para espantar a solidão dos dias sempre iguais mas também a mim acontece-me quase tudo e mais alguma qualquer coisinha.

Outra assunto que na minha inocência pensava que ia ser muito acessível, eu adoro ler... o meu blog podia estar em autogestão há vários meses mas nunca deixei de ler os blogs dos pássaros porque são fáceis de acompanhar todos os dias, outros blogs que são muito interessantes que existe pela blogosfera, até a 4.ª semana consegui ler todos os blogs participantes a partir dai a vida pessoal tornou-se mais agitada, o trabalho também não está ajudar nesta fase da minha vida, li alguns das 2 semanas mas estou longe de conseguir ler todos, tenho o meu compromisso de ler todos vou o fazer nem que demore mais tempo, comentar o máximo que conseguir. Em falar em comentários eu vou responder aos comentários do meu blog fica aqui a promessa, neste momento não está a ser nada facil. 

Quero dizer para passarem pelo blog da equipa do  aonde encontra uma nova publicação com a entrevista a nossa querida muito organizada Magda que também é incansável onde fala do nosso desafio.

18
Out19

Desafio de Escrita dos Pássaros #6 Semana

Drama Queen

69795971_385701612091871_5764823869126868992_n.jpg

 

Olho para ti deitado cama a definhar a espera de paz que tu não mereces, quando há muitos anos atrás olhava para ti com a maior admiração do mundo eras o meu herói deste pequeno mundo meu, passei esse enorme orgulho que albergava por ti para minha mãe, sozinha conseguiu cuidar de todos sem ti apesar de hoje sentir-me envergonhada pelas ultimas atitudes dela.

Recordo-me do dia em que saíste desta casa e simplesmente disseste que ias ver o teu clube jogar no café que ias todos os dias. Lembro do bate de porta sem dizeres um Adeus... De acordar inquieta saber que não tinhas passado a noite em casa, ver a aflição da minha mãe dos dias a passar não ter noticias tuas, de suportar os meses também da tormenta dos anos passarem e o vazio que tu deixaste ela nunca o preencheu apesar de não seres digno do seu respeito.

Até que um dia regressaste da mesma maneira que desapareceste das nossas vidas, sem um Olá... Chegaste doente, cansado e velho ela abriu-te a porta apesar de saber que amor, uma cabana... um frigorífico cheio não era suficiente para ti, tiveste de ir a procura de algo mais fora do teu casamento não era suficiente, onde juntos tinham sacrificado muita coisa por mim e pelos meus irmãos. Nem o nosso amor por ti chegou para ser uma ancora, um porto de abrigo mas servia o sentimento pela outra mulher trocaste amor verdadeiro por uma aventura, mas boa sorte acabou ela devolveu-te enfermo, abonou-te como se fosses um peso, agora já só serves para tua mulher apesar da humilhação perdoou, aceitou-te sem questões eras afinal eras uma das escolhas dela no seu destino. Eras o amor da vida dela no passado, mas o tempo não conseguiu apagar essa chama que ela só sente por ti, parte da sua existência passou não seguiu enfrente porque tu estavas amarrado ao coração dela, fez uma pausa e agora recomeçou só porque voltastes. Sinto uma magoa muito grande porque ela consegue perdoar mas eu não consigo mesmo vendo o amor que ela sente por ti eu só consigo sentir por ti desprezo por nos ter largado a nossa sorte.

11
Out19

Desafio de Escrita dos Pássaros #5 Semana

Drama Queen

 

69795971_385701612091871_5764823869126868992_n.jpg

No purgatório onde viva-se num pleno limbo entre a morada eterna e a eterna condenação. Nesse mesmo sitio que mais parecia uma loja do cidadão que era um mar de pessoas que estavam sempre a chegar para as admissões no Céu ou Inferno, protestando no inicio da fila estava Hitler que queria ir para o Céu.

- O meu lugar é no paraíso nunca fiz mal a ninguém. Sou vegetariano e aboli o abate de animais para consumo. Nunca visitei um campo de concentração. E ainda fui nomeado para o Nobel da Paz em 1939... Reclama muito exaltado no Balcão do Céu interrompido por mim.

- Mas há quantos anos morreste não podes ter sido alma penada este tempo todo ninguém merece! Não há vaga no Inferno para ti? – Eu tive de ver o que se passava tanto tempo a espera e Português que se preze adora ver uma boa desgraça. Respirando sonoramente encontrava o anjo do Céu dos nervos procurando o seu lado Zen como se fosse possível.

- O Sr. Hitler está aqui no seu processo que no holocausto morreram seis milhões de Judeus, mais seis milhões de diversas etnias, mais a sua oposição e ainda os militares, civis nas suas invasões da 2.ª guerra mundial dando um numero de vinte milhões de mortos. Como não era suficiente teve uma obsessão pela sua sobrinha adolescente pobrezinha também a mataste no teu apartamento. Não confessaste os teus pecados capitais, ainda suicidaste queres a purificação da tua alma aqui não é de certeza. Ou vais para o Inferno ou como a pequena disse vais continuar ser alma penada o resto da tua eternidade!!! Agora vou ter que fechar o Balcão porque tenho de ir comer queijo Filadélfia com os outros anjos. Neste momento achei que o anjo encontrou a sua paz interior de funcionário publico em Portugal.

- Espere Sr. Anjo do Céu e houver uma solução diferente? Porque na bíblia diz: “morrer em pecado mortal sem arrependimento e sem dar acolhimento ao amor misericordioso de Deus, significa permanecer separado d’Ele para sempre, por nossa própria livre escolha. E é este estado de auto-exclusão definitiva da comunhão com Deus e com os bem-aventurados que se designa pela palavra ‘Inferno’” Digo eu a tentar ganhar tempo para a pausa do Anjo.

- Eu confesso-me a um Padre? Já podia ir para Céu...Diz com voz irritante realmente o Hitler é pessoa chata, psicopata inteligente.

- Um Padre não isso é fácil, só pode ser um Papa para tu confessares, já viste o que fizeste no passado. Por isso vais ter de esperar como alminha penada até morrer um Papa e o que morreram já estão no Céu. E tu pequena vais para onde? Claro que O Anjo não queria facilitar.

- Eu escolhi o Inferno, o meu chefe diz que tenho um dúplex lá construido quero decorar ao meu gosto. Eu gosto muito de calor, vermelho, não gosto de queijo Filadélfia, acho o Céu muito parado para mim. Eu lá fui a minha vidinha o Hitler teve de voltar a ser alma penada até o Papa quinar...

 

04
Out19

Desafio de Escrita dos Pássaros #4

Drama Queen

 

69795971_385701612091871_5764823869126868992_n.jpg

A Beatriz disse que não. E agora?

Tem de haver alguma coisa que se consiga fazer.

Claro, mas é uma situação muito sensível, não sei como vou abordar este assunto de novo com ela.

Por amor de deus é uma criança não é assim tão difícil...

Se é fácil fala tu com ela, para ti está tudo bem, não se passa nada...E mais tu só soubeste porque a tua irmã ligou preocupada, até agora não havia nenhum sinal que chama-se a minha atenção.

Ninguém nos prepara para ver o nosso filho sofrer achas que estou feliz com a situação!

Vamos os dois falar com ela! Pode ser que não feche-se.

Beatriz vem jantar!!! A comida já está na mesa!!!

Então como foi o teu dia?

Foi bom.

O melhor do meu dia foi ir buscar-te a escola, o pior do dia foi levar-te a escola não podermos estar o dia tudo juntos a brincar.

Qual foi a tua pior parte do dia e a melhor parte do dia, Beatriz?

A pior foi a comida blecaah... não sei...talvez... o melhor foi estar na sala a fazer desenhos.

Ficaste nos intervalos na sala fazer desenhos?

Sim, gosto de fazer desenhos.

Tu não gostas de estar na sala de aula, gostas de brincar na rua, com os teus amiguinhos.

Não se passa nada diferente da tua nova escola?

Não só não gosto do recreio!

A mãe vai ter que falar com a professora se tu não nos contares o que passa-se.

Não mãe, não ela é má vai gritar comigo!

Tens de falar com a mãe e com o pai para ajudar-te, nós estamos aqui para ti.

As meninas chamam-me dentuças, dizem que tenho cara de bebé e que sou burra quando a professora não está, cospem na minha comida, dão me pontapés, o primo já não brinca diz não é uma menina para brincar comigo, mas é o único que me protege dos meninos maus que batem.

Amanhã o pai vai escola falar com a professora, porque não quero que nada de mal aconteça.

Tens de ter paciência aqueles meninos já se conhecem a muito tempo e tu és a nova na sala e na escola. O teu primo quer brincar com os amigos da idade dele como tu quando estavas na tua escola antiga não que dizer que não goste de ti.

Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D